Follow by Email

quinta-feira, 28 de abril de 2016

FESTIVAL de poemas

Luiz Tiago Gomes
**
Sábio era ele, que sabia de tudo,
até do que o sabiá mão sabia ,era muito
mexeriqueiro, sabia de coisa que
mão deveria saber, de tanto saber de tudo, morreu sem
saber porque.
**
Morri de morte morrida,
Vivi de vida já vivida,
sofrendo o sofrimento da morte matada,
sorri da vida amada, 
só sei que não entendo nada.
**
Que o amor de Deus
 prevaleça em nossa vidas,
que a nossa vida seja cheia de luz,
tal luz que iluminara nossos olhos para um amanhã melhor.
**
LUIZ TIAGO GOMES

Nenhum comentário:

Postar um comentário