Follow by Email

quarta-feira, 23 de março de 2016

MOMENTO DE PAIXÃO

De repente as estrelas se acendem no céu dos teus olhos
num eclipse a lua revela seu amor ao sol
neste momento nada te importa
posso ver em teu rosto o jardim de flores que brotam.

Se a vida te reservou um momento de felicidade
para o tempo e abraça no vento a tua metade
vejo em teus olhos a ânsia louca
de um desejo perdido entre o medo de tocar minha boca.

Em silêncio a manhã devora tua madrugada
pelas folhas oscila teu nome em gotas de orvalho
e porque não? Chove lá fora
em barquinhos meus beijos naufragam por teu rosto agora.

O outono nasceu outro dia e já foi embora
o inverno queimou-me de frio por tua demora
teus lábios trazem a primavera
como se nele brotasse todas às flores da terra.

Solidão arrumou suas malas p'ra uma viagem
vai morar num deserto escuro que não tem paisagem
então me faço...no teu abraço
minha vida largou-se mim p'ra viver no teu passo.

Te procuro enquanto te juro ser p'ra sempre teu
teus carinhos deslizam teus dedos sobre o corpo meu
Já não existo...não sou meu dono
as palavras me obrigam a perder-me e dizer que te amo.
Vilmar Milagre

Nenhum comentário:

Postar um comentário