Follow by Email

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

TUDO QUANTO SONHEI TENHO PERDIDO

Tudo quanto sonhei tenho perdido 
Antes de o ter. 
Um verso ao menos fique do inobtido, 
Música de perder. 

Pobre criança a quem não deram nada, 
Choras? E em vão. 
Como tu choro à beira da erma estrada. 
Perdi o coração. 

A ti talvez, que não te tens dado, 
Daria enfim... 
A mim... Sei eu que duro e inato fado 
Me espera a mim? 

               Fernando Pessoa

Nenhum comentário:

Postar um comentário