Follow by Email

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

TEU OLHAR, TEUS OLHOS

Teus olhos feiticeiros, poderosos, 
sustém o peso, deste meu olhar 
e arrombam, numa promessa de gozo, 
as portas do amor, de par em par. 

O seu mágico olhar traz verão, 
ao cenário da minha geleira 
e queima, esta insossa solidão, 
como um papel queima, na fogueira. 

A onda de calor, que o seu olhar 
me lança, derrete qual manteiga, 
a barreira, que quer bloquear 
a sua entrada em minha tristeza. 

Esperança sentida como um Sol... 
Ardor que se alastra num instante... 
Olhar que norteia qual farol... 
A vida nunca será como antes! 

          Cláudio Peres

Nenhum comentário:

Postar um comentário