Follow by Email

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Trucidaram o rio

Prendei o rio
Maltratai o rio
Trucidai o rio
A água não morre
A água que é feita
de gotas inermes
Que um dia serão
Maiores que o rio
Grandes como o oceano
Fortes como os gelos
Os gelos polares
Que tudo arrebentam.
                           Manuel Carneiro de Souza Bandeira Filho

Nenhum comentário:

Postar um comentário